Avante

  /  Direito das Crianças e dos Adolescentes   /  Publicação :: Família como contexto de desenvolvimento humano

Publicação :: Família como contexto de desenvolvimento humano

As famílias nunca estiveram em tanta evidência no Brasil e no mundo como agora, em tempos de pandemia provocada pelo COVID-19. Afinal, os lares se transformaram no lugar onde as relações sociais são tecidas diariamente, em meio às rotinas de “home office” dos adultos, de atividades escolares remotas das crianças e adolescentes, das tensões do isolamento social e da diversidade de outras demandas dos seus integrantes. Um momento que chama atenção pela necessidade de fortalecimento de ações de proteção desse público.

E, para isso, uma melhor compreensão sobre a família como instituição primordial de cuidados, educação e garantia de direitos torna-se ainda mais relevante. A publicação A Família como Contexto de Desenvolvimento Humano – Uma coletânea de textos e instrumentos para o trabalho com famílias (link) lança luz sobre esse sujeito social e traz importantes subsídios ao trabalho de agentes públicos e outros atores sociais responsáveis por ações de mobilização e orientação às famílias.

A Publicação aborda o importante papel do núcleo familiar, frente a seus membros e a toda sociedade, focalizando, também, as responsabilidades do Estado, mais particularmente as competências do município relacionadas às famílias de baixa renda que, por viveram em condições chamadas de adversas, precisam ainda mais desse apoio para exercerem suas atribuições. O leitor vai encontrar, também, informações para a prevenção e eliminação do trabalho infantil, a partir de uma sistematização de conhecimentos e práticas construídas pela Avante – Educação e Mobilização Social, realizadora desta coletânea em 2011, numa parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) – Escritório do Brasil.

“Não se trata, pois, tão somente de um conjunto de textos e de sugestões de dinâmicas, filmes, músicas, sites e leituras, para serem usados no trabalho com famílias ou nos processos formativos de agentes públicos e lideranças comunitárias que desejem aprimorar a atuação profissional. É, na verdade, o resultado da sistematização de experiência acumulada e de material já aplicado, que se mostrou eficaz na sensibilização e mobilização de atores sociais e de famílias”, segundo trecho retirado da apresentação da Publicação.

Ana Luiza Buratto, vice-presidente da Avante e mestra em Família na Sociedade Contemporânea pela UCSAL, destaca ser esta uma leitura bem atual.  “Como núcleo de relações existente nas diversas culturas, em todos os períodos históricos, a família se constitui fundamento da sociedade e elemento responsável pelo processo de humanização e socialização de todos nós. Hoje, mais do que nunca, ela precisa de apoio, por isso, relembrar esse trabalho na atual conjuntura de COVID-19 se justifica pelo valoroso e fundamental papel que a família exerce no cuidado e na proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes, num momento de fragilização das instituições e do Estado”, disse.

Vale reforçar que, além de 13 textos que abordam algumas dimensões consideradas básicas para a compreensão da complexidade do sujeito social família, a coletânea reúne também outros textos, denominados de complementares, bem como indicações de filmes, músicas, jogos e dinâmicas.

Para ler o documento, clique aqui.