Cadernos Cenpec abrem espaço para metodologia do projeto Paralapracá

Publicado no ano passado nos Cadernos Cenpec, o artigo Projeto Paralapracá: uma experiência de formação de formadores e (trans) formação da educação infantil já pode ser acessado por internet. O texto compõe o especial “Educação Infantil: entre avanços e desafios” e descreve de maneira abrangente a metodologia do projeto.

O projeto Paralapracá integra o programa Educação Infantil do Instituto C&A e visa contribuir para a melhoria da qualidade do atendimento às crianças na educação infantil, com vistas ao seu desenvolvimento integral. A iniciativa se desenvolve em aliança com Secretarias Municipais de Educação (SMEs) e possui dois âmbitos de atuação: a formação continuada de profissionais de educação infantil e o acesso a materiais de uso pedagógico de qualidade, tanto para crianças quanto para professores. A Avante – Educação e Mobilização atua no projeto como parceira técnica.

O artigo publicado na revista do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação (Cenpec) é de autoria de Maria Thereza Marcilio, gestora institucional da Avante, e de Mônica Samia, consultora da Avante e coordenadora-geral de implementação do projeto Paralapracá na organização. O documento explora os referenciais teóricos adotados no projeto, sua estrutura e alguns resultados. Além disso, inclui depoimentos da equipe técnica do projeto e de professores e coordenadores pedagógicos que participam da iniciativa.

“A publicação do artigo é um reconhecimento público do trabalho do Paralapracá”, comemora Janine Schultz, coordenadora do programa Educação Infantil do Instituto C&A. Mônica Samia acrescenta que a difusão do projeto na revista do Cenpec de certa forma avaliza os princípios e a metodologia do projeto Paralapracá. “A oportunidade mostra que eles [o corpo técnico do Cenpec] acreditam e comungam da proposta do projeto”, diz.

Tanto para Janine quanto para Mônica, a grande contribuição do artigo é destacar a importância do coordenador pedagógico como formador na educação infantil. “Já existe muita pesquisa sobre formação de professores, mas pouco se fala sobre o papel central do coordenador pedagógico como formador destes profissionais”, explica Mônica. “O artigo aborda uma nova forma de repercutir na formação dos profissionais de educação por meio do coordenador pedagógico e de como esta experiência influi diretamente na qualidade da educação das crianças”, conclui Janine.

A publicação Cadernos Cenpec foi criada em 2006, com o objetivo de propiciar a articulação entre a ação e a pesquisa educacionais, por meio do debate sobre questões de caráter teórico, resultados de estudos empíricos, bem como sobre princípios que orientam metodologias de intervenção na realidade educacional, no plano de políticas públicas, programas ou práticas educativas. Todas as edições do periódico estão disponíveis em versão digital

Além do artigo sobre o Paralapracá, o especial traz reflexões de pesquisadores sobre história da educação infantil no Brasil; conflitos, barreiras e conquistas das relações de gênero na educação infantil; formação continuada de professores; acesso à educação infantil com o novo Plano Nacional da Educação (PNE); indicadores de qualidade na educação infantil e a importância do brincar. O material conta, ainda, com uma entrevista com Rita Coelho, coordenadora-geral de educação infantil da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC). Acesse a publicação na íntegra

O projeto Paralapracá está em seu segundo ciclo de implementação (2013-2015). Os municípios participantes do projeto são Camaçari (BA), Maracanaú (CE), Maceió (AL), Natal (RN) e Olinda (PE). No primeiro ciclo (2010-2012), a iniciativa envolveu as cidades de Campina Grande (PB), Caucaia (CE), Feira de Santana (BA), Jaboatão dos Guararapes (PE) e Teresina (PI).

Fonte: Site do projeto Paralapracá

Assuntos Relacionados

plugins premium WordPress
Pular para o conteúdo