Avante

  /  AZUL   /  Avante participa de debate sobre experiência de Santos com indicadores de avalição da EI

Avante participa de debate sobre experiência de Santos com indicadores de avalição da EI

Avante participa de debate sobre experiência de Santos com indicadores de avalição da EICresce o número de experiências utilizando os indicadores de avaliação da Educação infantil no Brasil. Uma delas foi realizada em Santos, a maior cidade do litoral paulista. Como resultado foi construído um documento com recomendações para a política do município na Educação Infantil em escolas das redes direta e conveniada. Para apresentar a experiência e debater os resultados a Ação Educativa, organização que coordenou o projeto, convocou uma reunião, em sua sede, em São Paulo, com especialistas no assunto. A gestora institucional da Avante, Maria Thereza Marcílio, foi uma das convidadas.
A reunião foi realizada no dia 28 e contou com a presença de Rita Coelho, coordenadora geral da educação infantil do MEC, representações de algumas universidades, organizações não governamentais, como o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades CEERT, e representantes das secretarias Municipais de Educação de Santos e São Paulo.
De acordo com Maria Thereza Marcilio, a convocação foi feita para um grupo de pessoas que já se reunira antes para debater a mesma experiência. “A primeira coisa que se discutiu é que a proposta deveria ser para a política de educação infantil e não para a política de avaliação, isto porque os indicadores de EI não se propõem a ser um instrumento de avaliação de Educação Infantil. Ele é, sim, um instrumento de avaliação interna das escolas”, explicou.
A gestora da Avante ressalta a importância de debates como esses, por se tratar de um tema cujo meio de evolução é o diálogo. “A discussão foi muito interessante porque vários pontos foram levantados sobre a proposta de uso, inclusive porque outros municípios já vem trabalhando e contribuindo com o movimento, que está se ampliando, no país para usar os indicadores, reajustá-los e melhorá-los. Um bom exemplo, além do de Santos, é a experiência de São Paulo, muito significativa por ser em uma escala muito grande”.
Ela lembrou também que o mesmo movimento está acontecendo em Salvador. “Aqui na capital baiana, por exemplo, a Avante está com a Secretaria Municipal de Educação, em uma parceria que envolve construção de materiais para professores, crianças, gestores e famílias, formação continuada e monitoramento do processo, utilizando os Indicadores, dentro do Projeto Pedagógico do Município cujo nome é Nossa Rede. Durante o encontro em São Paulo, citei o que está sendo feito em Salvador e houve muito interesse em conhecer mais, principalmente por conter uma plataforma virtual que possibilita um diálogo direto entre as escolas, as gerencias regionais e a secretaria.  O transito de informações entre estes três âmbitos é justamente um dos maiores entraves detectado nos debates”.
 
Indicadores da Qualidade na Educação
Os Indicadores da Qualidade na Educação Infantil são um instrumento de autoavaliação participativa que sinalizam e revelam as condições institucionais do atendimento realizado em creches e pré-escolas.
Em Santos, o uso desse instrumento desencadeou o processo de autoavaliação participativa nas unidades de ensino que aderiram à iniciativa proposta pela SME, de forma a contribuir com a elaboração e revisão de seus Projetos Político Pedagógicos e também com a formulação de propostas orientadoras para a política de educação infantil do município.