Avante

  /  AZUL   /  Avante participa de jornadas pedagógicas e advoga em prol de uma Educação de Qualidade

Avante participa de jornadas pedagógicas e advoga em prol de uma Educação de Qualidade

Fundamentais para o planejamento do calendário escolar, as jornadas pedagógicas são momentos formativos em que professores, coordenadores pedagógicos e gestores partilham ideias, ensinam e aprendem coletivamente, com o propósito de promover o fortalecimento do processo educativo. Além disso, são também um importante momento de mobilização e de alinhamento geral sobre temas relevantes, eleitos pela Secretaria de Educação para o ano letivo que se inicia.
Colaborando pela segunda vez com o município de Euclides da Cunha (BA), a Avante – Educação e Mobilização Social elaborou e realizou a jornada pedagógica deste ano. Com o tema Qual o sentido da escola?, o encontro reuniu todos os profissionais da Educação do município, nos dias 13 e 14 de fevereiro.  Segundo Rita Margarete, consultora associada da Avante e coordenadora da Linha de Formação de Educadores e Tecnologias Educacionais, as jornadas são uma oportunidade para pautar, junto aos municípios, temas e questões relevantes para a melhoria da Educação, como a formação continuada dos educadores, entendendo-a como direito.
De acordo com a secretária de Educação de Euclides da Cunha, Fabíola Bastos, a palestra de abertura, ministrada pela presidente da Avante, Maria Thereza Marcilio, fez refletir sobre o papel da Educação na sociedade atual. “Foi um momento importante de motivação para os educadores superarem velhos métodos ainda praticados”, afirma. O que torna essa incidência política ainda mais relevante, já que o professor é o único agente público que, diariamente, está em contato com um grande número de crianças.
Educação participativa
A atuação em jornadas pedagógicas se configura, também, como uma ação estratégica de advocay para a participação infantil. Oportunidade abraçada pela instituição, ao ser convidada a levar a pauta à Escola Municipal Luíza Mahin, em Salvador. O que, para a consultora associada da Avante e coordenadora do setor de ações estratégicas, Ana Oliva Marcilio, demonstra o compromisso em educar para a cidadania crítica e participativa. “Implica em trabalhar focado em autonomia e empoderamento, desde a primeira infância. É um desafio, que o pessoal da Luíza Mahin, pela sua trajetória, luta e identidade, tem toda a condição de superar com excelência.”
A Avante também esteve presente na jornada pedagógica de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo baiano. Sob o tema Um por todos e todos pela Educação, o evento foi aberto por Maria Thereza Marcilio. “Não há uma forma única de educar. A educação abrange processos formativos na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições, nos movimentos e organizações sociais, nas manifestações culturais. Por isso, é responsabilidade compartilhada, pela família, pela sociedade e pelo Estado”, afirma Thereza.
Projeto Político Pedagógico
A semana pedagógica é a mais importante para qualquer escola: é quando os gestores e a equipe pedagógica se reúnem para projetar os 200 dias letivos e fazer a revisão do Projeto Político Pedagógico (PPP) – documento que marca a identidade da escola e indica os caminhos para que os objetivos educacionais sejam atingidos. É o momento de integrar os professores que estão chegando, colocando-os em contato com o jeito de trabalhar do grupo, e, claro, mostrar os dados da escola para todos os docentes, além de apresentar as informações sobre as turmas para as quais cada um vai lecionar.
Ao juntar as três dimensões (projeto, político e pedagógico), o PPP ganha a força de um guia – aquele que indica a direção a seguir não apenas para gestores e professores, mas também funcionários, estudantes e famílias. Ele precisa ser completo o suficiente para não deixar dúvidas sobre essa rota, e flexível o bastante para se adaptar às necessidades de aprendizagem dos alunos.