Avante

  /  Home Page   /  Trocando em Miúdos promove intercâmbio em experiências exitosas de Recife, para lideranças comunitárias

Trocando em Miúdos promove intercâmbio em experiências exitosas de Recife, para lideranças comunitárias

Recife (PE) será sede de um dos momentos mais esperados do projeto “Comunidades Ativas”: a realização do Trocando em Miúdos, tecnologia social da Avante – Educação e Mobilização Social que promove o intercâmbio de profissionais. Acompanhados da equipe do projeto, 38 cursistas viajam à capital pernambucana, na quinta-feira (5), onde ficam até sábado (7), para conhecer duas experiências exitosas em organização comunitária e duas organizações sociais atuantes na cidade, com vistas a criar espaços de diálogos com outras realidades comunitárias e, sobretudo, conhecer os mecanismos de resistência e organização popular.
Com previsão de chegada na quinta-feira à noite, o grupo participa, logo na manhã de sexta (6), de duas rodas de diálogo no bairro do Pina: uma com moradores da Ilha de Deus, e outra com moradores do Bode, que vão falar sobre como se desenvolveu a histórica localidade, que se confunde com a própria história de Recife. Localizado a cinco minutos do centro, o Pina, tal como é conhecido hoje, foi construído em cima de ilhas e terras alagáveis, fato que gerou um grande desafio para ser ocupado, e uma mobilização popular de onde nasceram lideranças que se tornaram referência, mantendo, até hoje, movimentos sociais muito atuantes.
Depois do Pina, o grupo segue para a Ilha do Leite, onde irá visitar a Porto Social, organização ligada a negócios sociais em Recife e região metropolitana, para conhecer o modelo de negócio da organização e as formas de mobilização social, além do histórico, o perfil das lideranças e o poder de articulação, as relações institucionais e a captação de recurso para a sustentabilidade da mesma.
De lá, o grupo vai ao bairro do Campo Grande, conhecer a Casa Vincular, uma organização ligada ao desenvolvimento comunitário, com a missão de dar uma resposta efetiva à necessidade de centenas de pessoas, que é comer. A ideia é que os intercambistas entendam a motivação que levou as pessoas a se organizarem em volta dessa causa, observando as diversas lideranças comunitárias acessadas no caminho, a construção de parcerias e a estruturação de um negócio motivador que conta com o apoio de voluntários e foi construído com capital coletivo.
Mergulho na cultura local
Além de promover o conhecimento em experiências exitosas, o Trocando em Miúdos também prevê uma imersão na cultura local, colaborando para a expansão do olhar em torno de outras culturas. Para isso, o grupo vai ter a possibilidade de explorar mais a cidade, por meio de uma programação livre. Para quem preferir seguir o roteiro, duas visitas estão programadas. Primeiro, ao Mercado São José, monumento pernambucano reconhecido e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Inaugurado em 1875, é o mais antigo edifício pré-fabricado em ferro do Brasil, com arquitetura em ferro típica do século 19. A inspiração veio do mercado público de Grenelle, em Paris.
Seguindo a programação, uma visita ao Instituto Ricardo Brennand, eleito este ano o melhor museu do Brasil no prêmio Traveler’s Choice Award, divulgado anualmente pela plataforma TripAdvisor. Fundado em 2002, pelo colecionador e empresário Ricardo Brennand, o Instituto tem obras expostas no complexo cultural que compreende a Pinacoteca, o Museu Castelo São João, uma galeria, uma biblioteca, o Parque de Esculturas dos Jardins e a Capela Nossa Senhora das Graças.
No final da tarde, o grupo retorna a Salvador.
Sobre o projeto
O “Comunidades Ativas” foi concebido, em 2016, a partir do Diagnóstico Socioterritorial feito pela Avante – Educação e Mobilização Social nos bairros de Calabetão, Jardim Santo Inácio e Mata Escura, em Salvador, a partir de parceria com o Instituto Camargo Corrêa. Com eixos de formações que vão desde o conhecimento da realidade local, até o planejamento e sustentabilidade das organizações sociais, o projeto é uma oportunidade de fortalecimento da atuação dos agentes sociais desses três bairros, na perspectiva de contribuir para uma ação comunitária qualificada.
Realizado pelo Instituto Camargo Corrêa e o Consórcio Mobilidade Bahia, é executado pela Avante, em parceria com a UNEB, o CCR Metrô Bahia e Instituto CCR.