Avante

  /  Educação   /  Paralapracá ampliará atendimento em Jaboatão dos Guararapes

Paralapracá ampliará atendimento em Jaboatão dos Guararapes

No município de Jaboatão dos Guararapes 50 unidades de ensino são contempladas com a ação
Texto: Bruna Borges
Universalizar com qualidade a Educação Infantil, esse é um dos principais desafios do município de Jaboatão dos Guararapes. E para isso um grande aliado é o projeto Paralapracá, realizado através da parceria entre o governo, o Instituto C&A e a Avante – Educação e Mobilização Social. No dia 8 de maio de 2013, as 50 escolas que estão inseridas no projeto participaram do primeiro encontro do ano de continuidade do Paralapracá, na casa de recepções Portal do Mar, em Piedade.
Jaboatão dos Guararapes foi um dos cinco municípios do Brasil selecionados para participar do Paralapracá em 2009, a partir daí o trabalho aconteceu por mais de dois anos em 25 escolas. A ação envolve formação continuada dos professores da Educação Infantil, disponibilização de um baú com livros e fantoches para cada unidade de ensino desenvolver a prática pedagógica, além de materiais para os alunos. As capacitações são nos eixos brincadeira, música, arte, literatura, exploração do mundo e organização do ambiente.
Este ano, entre os municípios que participaram do ciclo I do projeto, apenas dois foram contemplados com a continuidade das ações: Jaboatão dos Guararapes/PE e Teresina/PI. Dessa maneira, mais 26 escolas jaboatanenses foram inseridas no Paralapracá.  De acordo com a coordenadora da Educação Infantil no município, Gilvaneide Burégio, a ideia é ampliar o atendimento. “O projeto será voltado para 50 escolas, porém a Secretaria de Educação irá reproduzir o material paradistribuir para as outras 39 escolas que também oferecem Educação Infantil, e não estão inseridas. Os supervisores dessas escolas também participaram das formações, consequentemente os professores estarão sendo capacitados”, destacou.
Os supervisores têm oito horas de formação mensais e transferem o conhecimento para os professores que se reúnem quatro horas mensais. “Todo o Brasil está mobilizado para universalização da Educação Infantil e Jaboatão está inserido nesse processo. O atendimento deixa de ser assistencialista e passa a ser inserida de fato na Educação”, ressaltou a gerente de Ensino, Leydjane Batista.
A coordenadora Geral do Paralapracá, Mônica Samia, fez uma breve explanação sobre a continuidade do projeto. “Jaboatão passou muitos anos sem dar a devida atenção à educação. E a iniciativa de continuar o projeto partiu de vocês, que demonstraram compromisso e interesse. Muitas coisas foram feitas, mas ainda falta. A ideia é que a rede se aproprie do projeto. O baú este ano está com novidades, temos materiais gráficos que relatam a história dos municípios e Jaboatão está lá”, concluiu. “A nossa meta é matricular todas as crianças do município da Educação Infantil. Para isso estamos reorganizando a Rede e articulando com o MEC para construção de espaços para efetivar esse objetivo. E não basta colocar crianças nas escolas, tem que oferecer ensino de qualidade, para que não aconteça o que aconteceu no ensino fundamental, cujos índices nacionais apontam falta de qualidade”, afirmou a superintendente de Ensino, Edilene Soares.
INTERCÂMBIO
Ainda este mês o prefeito Elias Gomes, o Secretário Executivo de Educação, Francisco Amorim, e a coordenadora de Educação Infantil, Gilvaneide Burégio, estarão participando de em encontro de intercâmbio em Reggio Emilia, na Itália. A viagem foi a convite do Instituto C&A e o objetivo é fortalecer a atuação das políticas públicas voltas para primeira infância, para isso os gestores poderão vivenciar as experiências de Educação Infantil pública de referência mundial.