janeiro 2015

  /    /  janeiro

O projeto Vozes da Cidade realizou nesta segunda feira, 26 de janeiro, o seu segundo encontro de trabalho e contou com a presença de secretários municipais, além da equipe do projeto, representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e da coordenação do Unicef Bahia/Sergipe. Segundo o consultor associado da Avante – Educação e Mobilização Social

A Creche Amenaíde Santos, de Campina Grande (PB) venceu edital do Ministério da Cultura (Minc) com projeto de resgate da história e cultura da cidade. A instituição integrou o primeiro ciclo do projeto Paralapracá (2010 – 2012) no município e venceu o edital Escola: lugar de brincadeira, cultura e diversidade com o projeto Era uma Vez uma Campina. Para realizá-lo, as crianças fizeram

A Rede Municipal de Caucaia foi parceira do projeto Paralapracá no ciclo I do projeto (2010 – 2012). Hoje, atuando de forma autônoma, as coordenadoras pedagógicas enfrentam os desafios para manter viva a essência do Paralapracá. Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (SMED), aos poucos, vão encontrando suas próprias soluções. Entre elas, a aquisição de uma Mala Mágica

Representantes do Vozes da Cidade: Crianças e adolescentes participando da construção de Salvador  estão participando das reuniões do projeto da Prefeitura “Ouvindo Nosso Bairro”. Ambos os projetos irão coletar demandas dos moradores dos dez territórios administrativos da cidade com o intuito de concretizá-las em políticas públicas estruturantes. O Vozes da Cidade, no entanto, se aprofunda no conhecimento da realidade de

Palavras Chaves material para professores, instituições de educação infantil, crianças e famílias; formação; instrumentos de monitoramento para acompanhamento e avaliação dos resultados Período: agosto de 2014 a agosto de 2016 Local de Atuação: Centros Municipais de Educação (CMEI) e escolas que ofertam educação infantil na Rede Municipal de Ensino de Salvador  Sobre o projeto: O Nossa Rede Educação Infantil atende a uma demanda da Secretaria Municipal da Educação de

Antes do início oficial da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) em Salvador, os adolescentes soteropolitanos participantes do projeto tiveram uma experiência que lhes serviu como preparação para a empreitada de lutar pela diminuição das desigualdades em sua cidade. Cinco deles estiveram em Brasília para o Encontro Nacional de Adolescentes da PCU, realizado entre os dias 10 e 13 de novembro

Em agosto desse ano, a Rede Municipal de Educação de Maceió iniciou um movimento de grande importância para a Educação Infantil local: a elaboração de uma proposta curricular para o segmento. A iniciativa surge no fluxo das ações do projeto Paralapracá que propõe uma reflexão sobre currículo e concepção da Educação Infantil por meio do incentivo à exploração de linguagens

Entre 2004 e 2006 a Avante – Educação e Mobilização Social executou o Projeto de Controle Social em cooperação técnica com a Controladoria Geral da União (CGU). O projeto, que buscou a ampliação e disseminação dos conceitos de gestão responsável e controle social na aplicação dos recursos públicos, deu origem ao programa Olho Vivo no Dinheiro Público, desenvolvido pela CGU

Em carta pronunciamento, a Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) alerta para o risco do Projeto de Lei (PL 6.998/2013), que institui o Marco Legal pela Primeira Infância, não ser aprovado na Câmara dos Deputados este ano devido a recurso apresentado na Câmara dos Deputados contra o poder conclusivo da Comissão Especial. E convoca a sociedade a se mobilizar com o

Um encontro realizado na última segunda feira (12 de janeiro) na Escola Bahiana de Medicina reuniu adolescentes e parceiros que integram o projeto Vozes da Cidade: Crianças e adolescentes participando da construção de Salvador, que irá impulsionar a Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) no município. Representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), protagonista da iniciativa da PCU