Avante

  /  Home Page   /  Vozes da Cidade mobiliza estudantes durante manifestação por educação de qualidade

Vozes da Cidade mobiliza estudantes durante manifestação por educação de qualidade

Vozes da Cidade mobiliza estudantes durante manifestação por educação de qualidadeEstudantes exigiram melhorias urgentes na rede estadual de ensino em uma manifestação no Centro Administrativo da Bahia (CAB), no dia 29 de abril. O projeto Vozes da Cidade: crianças e adolescentes participando da construção de Salvador acompanhou de perto a manifestação. Os coordenadores de território do projeto (responsáveis pelo mapeamento e escuta dos coletivos de jovens) aproveitaram para apresentar aos representantes de grêmios estudantis e outros coletivos a proposta do Vozes da Cidade e foram acolhidos com entusiasmo.
Em meio à multidão de estudantes, os coordenadores conversaram, aplicaram questionários, de acordo com os bairros a que pertenciam, e receberam incentivos pela iniciativa do projeto. O presidente da Associação dos Grêmios e Estudantes de Salvador (AGES) e um dos líderes da manifestação, Pedro Correa, 18 anos, foram um dos que demonstraram apoio. “É um projeto muito bacana, que visa discutir com os jovens e adolescentes, que se organizam na luta pela garantia de seus direitos, e por mais direitos, fazendo com que a gestão pública tenha contato direto conosco, nos dando a oportunidades de sermos escutados e participar da busca de políticas públicas que contemplem nossas necessidades”, disse.
Pedro Correa ressaltou ainda a  disposição em contribuir para acelerar ainda mais as etapas de mapeamento do Vozes da Cidade e mobilização dos adolescentes. “Na cidade é algo inovador, e entendemos que existe um tempo limite para concluí-lo, por isso é importante uma mobilização maior entre os estudantes. Nós já buscamos passar as informações sobre o projeto para as lideranças que fazem parte do nosso movimento, afinal é uma via de mão dupla; pois ajuda os adolescentes como um todo, mas também a nós que estamos em movimento específico pela educação”, concluiu.
Manifestação
Segurando cartazes que pediam melhorias urgentes nas instituições de ensino da rede estadual, os estudantes, às centenas, caminharam pelo Centro Administrativo da Bahia (CAB) até a porta da Secretaria Estadual de Educação, onde se concentraram, desde as 10h, até que o secretário recebesse suas lideranças. “A educação é a base, portanto a escola é o ponto de partida para a formação cidadã. Lutamos por isso; por uma boa educação, uma escola efetiva”, disse Larissa Queiroz, 15 anos, representante do Grêmio Revolucionários, do Colégio Manoel Novais, e umas das estudantes que responderam o questionário do Vozes da Cidade.
Líderes de 15 grêmios, representando mais de 300 estudantes presentes à manifestação, foram recebidos pelo secretário, Osvaldo Barreto. A reunião terminou por volta das 14h e a ele foi entregue uma carta de reivindicações. Segundo Gilcimar Brito, coordenador do coletivo Para Todos e um dos líderes da manifestação, a primeira exigência, acatada pelo secretário, foi a montagem de uma comissão permanente de negociação, que manterá constante diálogo com a secretaria. “A princípio serão resolvidos, de imediato, a questão da falta de livros, de fardamentos, de ventiladores e de bebedores nas escolas. Como, segundo eles, a verba é curta, será dada prioridade às escolas em condições mais precárias, as quais nós vamos listar”, disse. Com a comissão permanente de negociação, os estudantes esperam ser acatadas outras reivindicações.
O Vozes da Cidade é um projeto inscrito na iniciativa do UNICEF Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), que está acontecendo em mais sete capitais do país. Tendo a Avante-Educação e Mobilização Social como parceira técnica local, o projeto é uma realização conjunta da Prefeitura Municipal de Salvador, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do UNICEF.