Grãos Tag

  /  Posts tagged "Grãos"

Deborah Kotek Selistre Osório trabalhou intensamente na elaboração de projetos na Avante – Educação e Mobilização Social, na captação de recursos da instituição e integrou a equipe técnica do Mulheres da Paz. O projeto selecionou e capacitou mulheres em situação de vulnerabilidade social para a atuação qualificada nas comunidades para prevenção e enfrentamento à violência doméstica e urbana. A ação (2009 a

O bichinho da Economia Solidária pegou Angelina da Rocha Santos, que agora está se encarregando de espalhá-lo por aí. Angelina conheceu essa forma de atuar no mundo do trabalho, calcada na cooperação, na igualdade, na liberdade e na autonomia, quando se envolveu e foi formada por um dos projetos da Avante – Educação e Mobilização Social de fomento a empreendimentos

“Eu já costurava algumas coisas, mas tinha um sonho de aprender a modelar, de aprender a fazer uma roupa mais fina, mais trabalhada e através da cooperativa, dos cursos que a Avante proporcionou à cooperativa, eu aprendi a trabalhar, por exemplo, com malhar, que eu nunca tinha pego. Sempre trabalhei com tecido, nunca tinha costurado malha”, conta Tereza Cristina Sacramento,

Uma inquietação. Um sonho profissional. Uma instituição séria, cuja missão se coaduna com o desejo de fazer a diferença. Foi assim o encontro de Fabiane Brazileiro, consultora associada da Avante entre 2004 e 2015, quando atuou como coordenadora da Linha de Formação para o Trabalho e, entre outras coisas, deu início à trajetória da instituição no fomento de grupos produtivos

Após a semeadura da Economia Solidária (ECOSOL) no Calabar – Salvador (BA) -, por meio do projeto Grãos: cultivando em parceria para colher autonomia, a Avante – Educação e Mobilização Social inicia o acompanhamento dos grupos produtivos criados pelo projeto, visando o fortalecimento das cooperativas fomentadas nas comunidades Calabar, Alto das Pombas e Roça da Sabina. Nasce o Florescer: fortalecendo

A Avante – Educação e Mobilização Social, desde 1996, atua como uma associação. Ao longo desse tempo, passo a passo, a instituição construiu uma gestão compartilhada e aprendeu, por meio da reflexão da própria prática, os caminhos para o fomento e fortalecimento de empreendimentos associativos solidários. Até que, em 2006, por meio do projeto Grãos: cultivando em parceria para colher