Avante

  /  Direito das Crianças e dos Adolescentes   /  Riacho das Almas (PE) – Famílias recebem cestas básicas, kits para crianças, cartilha educativa e material para a confecção de máscaras 

Riacho das Almas (PE) – Famílias recebem cestas básicas, kits para crianças, cartilha educativa e material para a confecção de máscaras 

A confecção de 7,5 mil máscaras de proteção contra a COVID-19 já poderá ser iniciada pelas famílias selecionadas para participar do Prote–Já COVID-19, projeto da Avante – Educação e Mobilização Social com a Fundação Brasil. O principal objetivo do projeto é desenvolver ações de combate à pandemia no município de Riacho das Almas (PE). Desenhado inicialmente para atender a 100 famílias, os parceiros celebraram, na entrega, o aumento dessa meta e entregaram cestas básicas, cartilha orientadora para o enfrentamento ao Trabalho Infantil, material para confecção de máscaras e kits de desenho para 150 famílias, que começaram a ser distribuídos na quinta, 4 de junho, nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) do município, e no PET, programa que atende crianças em situação de vulnerabilidade social. As máscaras serão distribuídas gratuitamente para a população.

Além da ampliação em 50% do número de famílias atendidas pelo projeto, houve também a inclusão de um kit recreativo para as crianças – com papel e lápis de cera para colorir – e um kit higiênico com materiais de higiene e limpeza – com itens como álcool em gel e desinfetante – para reforçar o combate ao novo coronavírus. Cada família também levou para casa a Cartilha Educativa sobre o Trabalho Infantil na cidade de Riacho das Almas ( https://bit.ly/2zIlQ6y), aviamentos para a produção fabril de máscaras: com seis (6) metros de tecido de algodão, elástico e barbante e uma cesta básica, conforme a previsão inicial do Prote-Já – projeto desenvolvido na cidade em 2019, com foco no apoio direto às famílias mais vulneráveis, que estavam inscritas em contexto de trabalho infantil no município – o trabalho infantil em Riacho das Almas é uma prática cultural enraizada na sociedade local que vem sendo combatida com apoio dos poderes públicos locais.

“A gente precisa. Eu tenho filho, e estava todo mundo parado nesse tempo (durante a pandemia). Receber uma ajudar é sempre muito bom. É bom demais”, disse uma mãe de família ao receber o kit.  As famílias atendidas estavam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e foram identificadas por agentes comunitários (ACS) como aquelas que têm em casa crianças e/ou adolescentes trabalhando na cadeia produtiva do jeans. Nessa região, a produção de confecções é uma atividade rentável que propicia oferta de trabalho e geração de renda para as famílias permanentemente, sobretudo diante da falta de oportunidade de geração de emprego e renda mais qualificados.

Na primeira etapa do projeto foi realizado o Diagnóstico da problemática do Trabalho Infantil no município de Riacho das Almas (PE),  e oferecida formação articulada dos atores sociais que compõem o sistema de Garantia de Direitos (SGD). O Diagnóstico realizado pela Avante mostrou a existência de Trabalho Infantil, em especial, nos fabricos e facções onde há confecção de peças para produção de jeans. “É muito difícil falar de Trabalho Infantil para quem tem fome. Queremos colocar luz sobre uma problemática séria, que é o trabalho Infantil na Industria da moda, e reduzir danos sem culpabilizar diretamente as famílias”, disse ocoordenador do Prote-Já, e consultor associado da Avante, Zé Humberto, à época de lançamento do projeto. A distribuição da Cartilha faz parte da estratégia de combate ao Trabalho Infantil na cidade de Riacho das Almas.