Avante

  /  2020   /  Relações de qualidade para aprimoramento da aprendizagem na infância

Relações de qualidade para aprimoramento da aprendizagem na infância

A melhoria da aprendizagem das crianças a partir da compreensão de seu cotidiano e construção de significados sobre si mesmas e sobre o mundo está no foco das atenções de diferentes atores da Rede Municipal de Educação do município do Paulista, região metropolitana de Pernambuco. Em fevereiro, cerca de 350 pessoas, entre gestores públicos, educadores, consultores e especialistas em Educação Infantil se reuniram na cidade para dar continuidade e aprofundamento às discussões e reflexões realizadas em 2019,além de estreitar relações e trazer um novo elemento para a formação continuada na Educação Infantil, do Programa Melhoria da Educação (Avante e Itaú Social): a Organização dos Espaços e Materiais: Efetivando campos de experiências e direitos na Educação Infantil.  Esta foi a primeira ação de 2020 do Programa, que está em curso no município desde abril de 2019.

O Seminário contou com a participação do secretário municipal de Educação do Paulista, José Carlos Júnior; do secretário executivo de desenvolvimento educacional, Emanuel Souto; e da gerente pedagógica Marilúcia Francisca, e representantes de outros setores da Secretaria de Educação do Paulista. Também estiveram presentes supervisores, professores, e auxiliares de desenvolvimento infantil (ADIs) das 55 unidades escolares que atendem a Educação Infantil e integram a Rede. O evento contou ainda com a participação de profissionais dos municípios de Olinda, Caruaru, Araçoiba, Jaboatão dos Guararapes, da Rede Estadual de Educação de Pernambuco e integrantes da Rede Estadual da Primeira Infância de Pernambuco (REPI-BA).

Em conversa com o secretário executivo de desenvolvimento educacional do Paulista, Emanuel Souto, o mesmo teceu comentários positivos à formação continuada ministrada pela Avante – Educação e Mobilização Social no município pelo Programa do Itaú Social: “A Educação Infantil marca o início da vida escolar das crianças e é um fator primordial”, disse. Ele destacou a importância de iniciativas que valorizem a ampliação da capacidade de atendimento e a estruturação da Rede, bem como o investimento na formação de professores.

“A abordagem dada na formação continuada é baseada nos Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento da criança”, enfatizou a coordenadora das ações de formação continuada na Educação Infantil, realizadas pela Avante, Karina Rizek. O evento deu continuidade e aprofundamento a essas discussões e reflexões que tiveram início em 2019. Karina destaca que o foco de atenção da formação tem sido o atendimento às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017) que é o documento de referência nacional para a elaboração dos currículos locais.

De acordo com a Base, a Educação, especialmente a Educação Infantil, deve partir do pressuposto de que as crianças elaboram sua relação com o meio natural e social a partir da experiência e na interlocução com outros atores, como professores e outras crianças. A palestrante do evento, Beatriz Ferraz, apresentou uma abordagem baseada nos direitos de aprendizagem e desenvolvimento: “É uma abordagem que se refere a como a criança aprende e, portanto, como o cotidiano e os contextos de aprendizagem precisam ser organizados, garantindo esta forma peculiar da criança de construir sentido e significado sobre o mundo, as pessoas, as relações e nesse processo construir sua identidade”, disse. Beatriz é doutora em educação pela USP, com especialização em liderança em políticas para a primeira infância pela Harvard University.

A especialista destacou ainda a importância de todos estarem atentos na esfera educacional aos Direitos que toda criança tem como os de brincar, conviver, participar, explorar, conhecer-se e expressar-se (BNCC). Beatriz reforçou também que a Educação precisa contemplar situações em que a criança tenha uma participação ativa, que possibilite deixá-las no centro do planejamento curricular. Neste sentido, a proposta da Base de trabalhar com os Campos de Experiência muda a perspectiva do currículo do ensino para a aprendizagem ativa.

Na avaliação de Simone Almeida, coordenadora de Educação Infantil do Paulista, a realização do Seminário possibilitou que a temática fosse desenvolvida de forma específica para a Educação Infantil. “Com a participação dos gestores, supervisores, educadores, técnicos e convidados externos houve a possibilidade de debater assuntos específicos da nossa área permitindo um outro olhar. Inclusive, quando a gente envolve diferentes públicos dá uma sensação de corresponsabilidade. A temática também foi muito pertinente por trazer para os atores, especialmente para os professores, o quanto a organização dos espaços e dos materiais favorece a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças´, destacou Simone, que defende a relevância do lugar da Educação Infantil nas escolas. Ela comentou ainda que “debater, compartilhar e ouvir pessoas que têm conhecimento vasto só favorece o planejamento, e as vivências só engrandecem o nosso conhecimento profissional”.

Resultados Iniciais – A segunda fase do monitoramento da Educação Infantil no Paulista, realizado pela Avante no final de 2019, e ainda em andamento, apontou uma mudança no contexto do atendimento das crianças de quatro a seis anos. As visitas realizadas às escolas mostraram que há mais espaço para a interação entre as crianças; o brincar como parte da rotina escolar, articulado com áreas do currículo e maior abertura para elas manifestarem suas ideias e expressões, entre outros aspectos. Para a realização do monitoramento foram entrevistados 24 atores, de seis escolas – entre gestores, supervisores, professores e equipe técnica.