Avante

  /  Educação   /  Formação, apoio e cuidados Avante migram para o virtual

Formação, apoio e cuidados Avante migram para o virtual

Um mês depois do diagnóstico do primeiro brasileiro contaminado com o novo coronavírus, pandemia mundial que teve início da China e já faz vítimas em todos os continentes do planeta, a população precisou aderir ao isolamento social como forma de prevenção e proteção. Na área da Educação, o fechamento das escolas foi uma das medidas emergenciais deflagradas pelos poderes públicos para proteger a comunidade. Com isso, o ambiente doméstico passou a ser o refúgio. A Avante – Educação e Mobilização Social, instituição atuante em diferentes estados brasileiros, que trabalha em parceria com instituições privadas e redes públicas de Educação na formação de professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares vem se reorganizando para continuar próxima das formadoras, conectando-as e promovendo reflexão sobre a prática pedagógica.

Muito repentinamente a mudança de hábitos cotidianos chegou para todos. Para os públicos atendidos por esses projetos, as formações presenciais serão substituídas por encontros virtuais com três grandes objetivos: manter e fortalecer o vínculo já construído entre a equipe de formadores e os profissionais participantes das formações; dar continuidade aos estudos iniciados e oferecer a estes profissionais momentos de ludicidade por meio da literatura. “Planejamos estes encontros para ser um bate-papo que promova fruição literária e, porque não dizer, também de fruição pedagógica sobre os processos de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita”, disse Rita Margarete, consultora associada da Avante e coordenadora da Linha Formação de Educadores e Tecnologias Educacionais.

Os planejamentos acontecem online e a expectativa é que na segunda quinzena do mês de abril os profissionais que participavam das formações presenciais já estejam participando dos bate-papos, responsivos a celular e computador. “Estamos pesquisando as melhores ferramentas, considerando o perfil e as possibilidades de acesso e uso da tecnologia dos, aproximadamente, 600 profissionais que atendemos nos encontros presenciais dos projetos de formação de educadores, mensalmente”, afirmou Rita Margarete.

Além do desafio de um novo planejamento e das necessárias providências de ordem técnica, a consultora associada da Avante sabe que também precisará lidar com dificuldades relacionadas a questões emocionais e a exacerbação de questões sociais e de gênero, impostas pelo momento.   “As demandas domésticas que culturalmente recaem sobre a mulher (quase 100% do público das formações), são fatores que dificultam às professoras, às coordenadoras pedagógicas e às gestoras a encontrarem um cantinho sossegado, ânimo e desejo para estudar e trabalhar”, alerta a especialista. Por isso, Rita frisa que os formadores dos projetos da Avante vão precisar redobrar o afeto para acolher as situações que possam surgir nesse momento tão delicado que o brasileiro enfrenta.  A equipe da Avante, por sua vez, também acolherá as formadoras que são todas mulheres, submetidas aos mesmos fatores.

 

Anota Aí – atividades contempladas durante a quarentena

Cirandas pedagógicas: bate-papo com uma temática escolhida pelas professoras e coordenadoras e pela equipe do projeto (formadoras e coordenação);

Tear literário: bate-papo sobre obras literárias – livros, filmes, poesias, contos, dentre outros, e socialização das vivências, sentimentos e desafios durante o isolamento e percurso de professora por meio de narrativas escritas pelas profissionais participantes.