abril 2018

  /    /  abril

A compreensão e implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em especial da Educação Infantil, tem se apresentado como um desafio para as redes municipais de Educação, pois o documento traz elementos inovadores, como a concepção de Campos de Experiência, que busca atender as especificidades das crianças pequenas e de suas famílias.  Compreendendo a importância da formação continuada dos profissionais

Crianças e adolescentes (9 a 14 anos) estudantes da Escola Laboratório da Prefeitura de Salvador (ESCOLAB), de Alto de Coutos, estão sendo escutados e acolhidos em suas demandas sociais e recebendo apoio psicológico, atendimento social, motivação para os estudos e auxílio na garantia de seus direitos. A ação está sendo desenvolvida dentro da proposta do Balcão Psicossocial, tecnologia social desenvolvida

Com o intuito de discutir e promover um debate conceitual dos pressupostos e práticas para o desenvolvimento e a aprendizagem de crianças de 0 a 12 anos, tomando como base a publicação: Educação Integral nas Infâncias, será realizado, em Salvador, no Teatro SESC – Casa do Comércio, o Seminário Nacional Educação Integral nas infâncias, nos dias 2 (dois) e 3 (três)

9h: credenciamento 9h30: Mesa 1:  A escola como um centro de cultura infantil: princípios e concepções do documento Educação Integral nas Infâncias  Duração: 1 hora Com: Levindo Diniz – (UFMG) Maria Thereza Marcílio – Avante – Educação e Mobilização Social Vital Didonet – (RNPI)   10h30: Mesa 2: Formação integral e múltiplas linguagens Duração: 1 hora e 40 minutos Com: Coordenação: Maria Thereza Marcilio (Avante) Mônica Baptista (UFMG) Renata Meireles (Território do Brincar)   12h10 -

  LINK para  inscrição: https://goo.gl/forms/yS649QhEM2UtsUiI2 “É preciso considerar que crianças são sujeitos em condição peculiar de desenvolvimento. A Educação Integral reconhece esse ciclo de vida, suas fases, suas peculiaridades e suas necessidades de proteção, socialização e aprendizagem. Ainda, está atenta à subjetividade, às identidades cultural, étnica e de gênero de cada um.” (trecho da publicação: “Educação Integral nas Infâncias") Evento gratuito VAGAS LIMITADAS Contato: (71) 3332.3344 |

“A oportunidade de participar de um programa formativo como o Paralapracá enquanto coordenadora pedagógica contribuiu decisivamente para o fortalecimento do nosso papel enquanto formadoras em serviço, de nossos pares, nossos colegas professores”. O depoimento é de Jane Pereira, do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Mestre Mário Izaldino, em Maceió (AL). Jane integra o grupo de profissionais formadas pelo programa